sábado , 16 dezembro 2017
Home / Ilhéus - Tempo de Alegria / GUIAS E RECEPTIVOS VÃO CONHECER PROPOSTA DE VISITAÇÃO PÚBLICA DO PALÁCIO PARANAGUÁ

GUIAS E RECEPTIVOS VÃO CONHECER PROPOSTA DE VISITAÇÃO PÚBLICA DO PALÁCIO PARANAGUÁ

Empresas de turismo, receptivos, guias e demais agentes do trade vão participar na próxima quinta-feira (27) de uma aula de instruções sobre o novo formato de visitação do Palácio Paranaguá. A explanação acontece às 3 da tarde, no segundo andar do próprio palácio, sob o comando de Anarleide Menezes, integrante da Rede de Museus e Pontos de Memória do Sul da Bahia.

A iniciativa – planejada pela secretaria municipal de Turismo e Esporte (Setur) – é mais uma etapa da implantação do Museu do Palácio Paranaguá, em Ilhéus. Nos próximos dias, o espaço estará sendo aberto para a visitação pública. “Nesta primeira etapa a missão é contextualizar imagens e móveis nos primeiros ambientes disponibilizados, apresentando uma ideia de como era a cidade e como o Palácio funcionava no século passado”, explicou Anarleide.

São fotografias antigas e peças dos séculos 19 e 20, do mobiliário que atendeu a intendentes e prefeitos da cidade. Nos últimos dias os objetos que compõem o acervo ganharam a aplicação de cera de abelha clarificada na Alemanha. O espaço foi higienizado. O itinerário de visitação acontecerá apenas na parte superior do Palácio, onde, em uma das salas, funciona a Setur. Estagiários do curso técnico do CEEP (antigo Colégio Estadual) vão acompanhar os visitantes.

Primeiro passo – A professora Anarleide Menezes elogia a decisão do governo em iniciar o processo de implantação do Museu. “Claro que ainda estamos longe do ideal. Um projeto de museu envolve mídias digitais, totens… mas a cidade não pode ficar esperando, tem que começar”, afirmou. “O Palácio no centro da cidade vai surpreender. A Rede de Museus e Pontos de Memória do Sul da Bahia vai ajudar na divulgação do espaço”, assegura.

Valorização – O Palácio do Paranaguá é um prédio histórico localizado no centro da cidade. Foi construído em 1907, no mesmo local onde existiam ruínas de um colégio jesuíta. Seu nome é uma homenagem ao presidente da província da Bahia da época do Brasil-império, o Marquês de Paranaguá: João Lustosa da Cunha Paranaguá, que elevou a Vila de São Jorge dos Ilhéus à categoria de cidade, no ano de 1881, através de lei provincial. O palácio é um dos símbolos da opulência que existiu na região durante a saga do cacau. Em estilo neoclássico, é uma das mais belas construções do interior do estado.

Veja Também

SEBRAE INSCREVE PRA CURSOS EM ILHÉUS

DO PIMENTA O Sebrae está com inscrições abertas para capacitações nas áreas de empreendedorismo, liderança, ...

%d blogueiros gostam disto: