quarta-feira , 18 outubro 2017
Home / Destaque / Veja como votaram os deputados baianos na sessão que barrou denúncia contra Temer

Veja como votaram os deputados baianos na sessão que barrou denúncia contra Temer

Os deputados baianos compareceram nesta quarta-feira (2) à sessão que aprovou o parecer que rejeita denúncia por corrupção contra o presidente Michel Temer. Temer conseguiu os votos necessários para barrar o prosseguimento da denúncia, apresentada pela Procuradoria Geral da República.  Ao todo, 21 parlamentares da Bahia votaram para que a denúncia não fosse arquivada, enquanto outros 17 foram favoráveis ao peemedebista. Ronaldo Carletto, do PP, foi o único ausente.

Veja como votaram os deputados baianos:

Afonso Florence (PT) – NÃO
Alice Portugal (PCdoB) – NÃO 
Antonio Brito (PSD) – NÃO
Antonio Imbassahy (PSDB) – SIM
Arthur Oliveira Maia (PPS) – SIM
Bacelar (PTN) – NÃO
Bebeto (PSB) – NÃO 
Benito Gama (PTB) – SIM
Cacá Leão (PP) – SIM
Caetano (PT) – NÃO
Claudio Cajado (DEM) – SIM
Daniel Almeida (PCdoB) – NÃO
Elmar Nascimento (DEM) – SIM
Erivelton Santana (PEN) – SIM
Félix Mendonça Júnior (PDT) – NÃO
Fernando Torres (PSD) – NÃO 
Irmão Lazaro (PSC) – NÃO
João Carlos Bacelar (PR) – SIM
João Gualberto (PSDB) – NÃO
Jorge Solla (PT) – NÃO
José Carlos Aleluia (DEM) – SIM
José Carlos Araújo (PR) – SIM
José Nunes (PSD) – NÃO
José Rocha (PR) – SIM
Josias Gomes (PT) – NÃO
Jutahy Junior (PSDB) – NÃO
Lucio Vieira Lima (PMDB) – SIM 
Márcio Marinho (PRB) – SIM
Mário Negromonte Jr. (PP) – SIM 
Nelson Pellegrino (PT) – NÃO
Pastor Luciano Braga (PRB) – SIM
Paulo Azi (DEM) – SIM
Paulo Magalhães (PSD) – NÃO
Roberto Britto (PP) – SIM
Ronaldo Carletto (PP) – AUSENTE
Sérgio Brito (PSD) – NÃO 
Uldurico Junior (PV) – NÃO
Valmir Assunção (PT) – NÃO
Waldenor Pereira (PT) – NÃO

Liberação
O governador Rui Costa (PT) exonerou na terça-feira os secretários de Desenvolvimento Urbano, Fernando Torres (PSD), e de Relações Institucionais, Josias Gomes da Silva (PT) para retomarem os mandatos e irem votar. Segundo o Estadão, os dois foram liberados para se abster na votação, em posicionamento que seria favorável a Temer.

Aliados do governador da Bahia afirmaram que o afastamento do presidente do cargo, caso a denúncia fosse aceita, não interessaria a Rui. Se Temer fosse afastado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumiria o comando do País, fortalecendo o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que deve disputar o governo da Bahia em 2018 contra o petista.

“Vou abster-me na votação. Não sou a favor nem de Michel Temer nem de Rodrigo Maia. Sou a favor de eleições diretas para presidente”, justificou o secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia às vésperas da votação. Torres disse não ter nada contra o presidente da Câmara dos Deputados. “Acho até um bom presidente da Câmara, mas não tem condições de ser presidente da República agora”, declarou.

Nesta quarta, contudo, os dois acabaram votando “não”, rejeitando o parecer da CCJ favorável a Temer. A bancada da Bahia deu seus votos depois que o presidente já havia garantido matematicamente votos para barrar a denúncia.

Veja Também

Um ponto em um sonho e a dor da despedida no ultimo dia do Gabinete Jamil Ocké

Por: Caliana Mesquita Hoje, dia 10 de agosto de 2017, o gabinete que fez história dentro ...

%d blogueiros gostam disto: